PARA SER UM PROFISSIONAL DE MINDFULNESS É PRECISO...

  1. Praticar Mindfulness regularmente;

  2. Ter participado de um Curso de Formação para Instrutores de Mindfulness;

  3. Ter habilidades para trabalhar com indivíduos e facilitar grupos.


Pronto para dar o primeiro passo?



PORQUE TRABALHAR COM MINDFULNESS

Intervenções Baseadas em Mindfulness (IBM) têm sido reconhecidas como terapêuticas seguras, eficazes e efetivas, tanto para pessoas portadoras de doenças ou transtornos emocionais e mentais, como para indivíduos saudáveis, no âmbito da promoção e prevenção da saúde. As IBMs também têm sido aplicadas para melhora da qualidade de vida de estudantes e profissionais que enfrentam níveis elevados de estresse, em escolas, equipes esportivas e no ambiente corporativo em geral.

Assim, em todo o mundo, cada vez mais profissionais de diversas áreas de atuação estão se instrumentalizando para aplicar Mindfulness em diferentes contextos, em consultórios médicos e odontológicos, de psicologia ou fisioterapia, ou em centros terapêuticos de bem-estar físico e emocional, auxiliando as pessoas a:

  • Controlarem melhor seus pensamentos e sua atenção;

  • Controlarem melhor suas emoções e impulsos;

  • Melhorarem a capacidade de tolerar e lidar habilmente com o estresse (distress tolerance);

  • Melhorarem a capacidade de se comunicar de maneira eficiente;

  • Fortalecerem a saúde em geral e o sistema imunológico.

No contexto da saúde, oferecendo práticas guiadas de Mindfulness, instrutores também auxiliam seus pacientes ou clientes a enfrentarem:

  • Ansiedade e depressão;

  • Dor crônica;

  • Dependência de álcool, tabaco e outras drogas;

  • Quadros orgânicos de hipertensão, diabetes, AIDS e doenças inflamatórias intestinais;

  • Obesidade e sobrepeso;

  • Sintomas de “Burnout” (síndrome do esgotamento profissional);

  • Transtornos mentais em geral.

COMO SE TORNAR UM PROFISSIONAL

Atuar profissionalmente como Instrutor de Mindfulness dentro dos protocolos laicos e científicos é uma grande responsabilidade, pois você lidará com pessoas com diferentes necessidades e suas vulnerabilidades, incluindo eventualmente pacientes com transtornos físicos ou mentais.


Também profissionais da área da saúde que desejem utilizar essas técnicas em suas práticas precisam estar devidamente habilitados como Instrutores de Mindfulness segundo as diretrizes internacionais de “best practices.


Tenha certeza de procurar cursos que sigam os Critérios de Avaliação de Competência para o Ensino de Intervenções Baseadas em Mindfulness (MBI:TAC)

Acesse aqui os MBI:TAC das Universidades de Bangor, Exeter e Oxford.

Se você deseja se tornar um Instrutor, antes de iniciar um programa de formação precisará ser um praticante regular de Mindfulness e ter um diploma de graduação.

Saiba mais sobre programas de 8 semanas para praticantes aqui e encontre um curso para praticantes aqui.

A partir daí você poderá iniciar uma jornada de treinamento para se tornar um Instrutor de Mindfulness participando dos cursos de formação nos programas MBHP, MBCT e ABCT.

Se desejar ir além e quiser fazer um curso mais aprofundado de Especialização Lato Sensu aprovado pelo MEC, o Centro Mente Aberta Mindfulness Brasil é o único que oferece esta opção atualmente no Brasil.

Saiba mais sobre cursos de formação e especialização

PROGRAMAS QUE RECOMENDAMOS

Para aqueles que desejam ser instrutores e ensinar técnicas e conceitos de Mindfulness seguindo protocolos cientificamente validados, recomendamos a formação em três programas principais, direcionados a diferentes públicos e propósitos.

Os programas são complementares entre si, tendo como objetivo guiar pacientes ou clientes desde a introdução ao Mindfulness, até que o cultivo da atenção plena e seus benefícios se tornem parte de suas vidas cotidianas:


MBHP - PROMOÇÃO DA SAÚDE BASEADA EM MINDFULNESS

Instrutores MBHP são habilitados a aplicar Mindfulness no contexto da Promoção da Saúde e Qualidade de Vida, incluindo o bem estar físico, emocional, social e também a dimensão dos propósitos e valores de vida.

Criado pelo Dr. Marcelo Demarzo, coordenador do Centro Mente Aberta, da UNIFESP, o MBHP é um protocolo nacional original, voltado às características da população brasileira, especialmente adaptado ao contexto da Promoção da Saúde e Qualidade de Vida, e direcionado a pessoas que buscam:

  • Mais qualidade de vida e autoconhecimento (percepção mais clara dos próprios padrões cognitivos e emocionais);

  • Aprimoramento da capacidade de lidar com ansiedade, estresse e suas consequências, como cansaço, falta de atenção e concentração, irritabilidade e queda de desempenho;

  • Controle de atenção e regulação emocional (mais autonomia no controle das emoções).

Encontre um curso de formação MBHP

Saiba mais sobre MBHP


MBCT - TERAPIA COGNITIVA BASEADA EM MINDFULNESS

Instrutores MBCT são habilitados a aplicar Mindfulness a partir dos princípios da terapia cognitiva em pacientes com vulnerabilidade a ansiedade, depressão e transtornos relacionados, fornecendo ferramentas necessárias para o melhor manejo e controle de pensamentos negativos e excesso de preocupação, trazendo clareza de pensamentos, autorregulação emocional e atencional.


Criado pelo professor de Mark Williams, da Univesidade de Oxford, e seus colegas Zindel Segal e John Teasdale, o Programa MBCT aproximou a terapia cognitiva, criada em 1960 por Aaron T. Beck, ao programa Mindfulness-based Stress Reduction – MBSR (Programa Mindfulness de redução de estresse), criado em 1979 por Jon Kabat-Zinn.

O protocolo foi originalmente desenhado para ser usado com populações clínicas, especialmente em pacientes deprimidos, com o objetivo de prevenir recaídas depressivas. Apresentando evidências científicas robustas sobre seus efeitos, está sendo usado no NHS (Sistema Nacional de Saúde, do Reino Unido).

Através dos princípios da terapia cognitiva aliados às técnicas de Mindfulness, o programa estimula e orienta os participantes a prestarem atenção aos seus padrões de pensamentos e sentimentos, conscientemente, afastando-se de processos psicopatológicos como a ruminação metal e a autodepreciação.

Encontre um curso de formação em MBCT

Saiba mais sobre MBCT

Saiba mais sobre MBCT na página do Oxford Mindfulness Centre (em inglês)



ABCT - TERAPIA DA COMPAIXÃO BASEADA NOS ESTILOS DE APEGO

(Avançado)

Instrutores ABCT são habilitados a aplicar técnicas de Mindfulness e Compaixão em pacientes ou clientes que já tem um conhecimento prévio sobre os programas baseados em Mindfulness e desejam se aprofundar nas técnicas e conceitos da compaixão, de maneira laica e científica.

A Terapia de Compaixão baseada em Estilos de Apego é o primeiro Programa de Compaixão laico e científico desenvolvido especificamente para os países de língua portuguesa e espanhola, pelos docentes e pesquisadores Dr Marcelo Demarzo, coordenador do Centro de Pesquisa Mente Aberta Mindfulness Brasil (UNIFESP – Brasil) e Dr Javier García Campayo, coordenador do Centro “Dharamsala Mindfulness” (Universidade de Zaragoza – Espanha).

ABCT é uma psicoterapia de terceira geração que, nos últimos anos, tem sido usada de maneira integrada com os protocolos de Mindfulness.

O curso atenderá interessados em desenvolvimento pessoal no campo das práticas de Mindfulness e Compaixão que buscam:

  • Mais empatia, qualidade de vida e autoconhecimento (percepção mais clara dos próprios padrões cognitivos e emocionais, como também no contexto das relações interpessoais).

  • Aprimoramento da capacidade de lidar com o excesso de (auto)crítica e culpa e suas consequências, como mal-estar psicológico, cansaço, falta de atenção e concentração, ruminação mental, irritabilidade, e queda de desempenho pessoal e nas relações interpessoais.

  • Controle de atenção e regulação emocional (autonomia no controle dos sentimentos e emoções, em especial as negativas e difíceis, como a raiva e a culpa).

Encontre um curso de formação ABCT

Saiba mais sobre ABCT